Sabia que durante toda a vida o cérebro muda?

A final, burro velho aprende línguas!

Esta capacidade do cérebro de se mudar, chama-se neuroplasticidade.

Os nossos hábitos e ações criam ligações entre neuróneos. Estas ligações fazem “caminhos”, como um trilho cortado numa montanha ou numa floresta que facilita a passagem das pessoas.

O que foi descoberto é que o nosso cerebro também pode “cortar” novos caminhos, e os antigos podem se apagam, ou pelo menos ficam mais “fracos”.

Formação na organização

É preciso adiquerir novas competências. Então a empresa envia o(s) funcionários num curso de formação durante um, ou mais, dias. As pessoas são animadas pelos novos conhecimentos e o potencial que podem ter no seu crescimento … e encontramos o primeiro problema.

Os velhos hábitos e formas de trabalhar são mais fortes e mais “vincados” nos hábitos de cada um. O que aprenderam na formação foi interessante, mas não houve o tempo nem o esforço para implementar as mudanças. Não houve tempo para criar os caminhos no cérebro. As preocupações da rotina e a pressão do trabalho faz como que as novas aprendizagens ficam esquecidas.

Transformação na organização

É preciso encontrar estratégias para melhorar os resultados de qualquer formação e um acompanhamento na sua implementação. A formação tem de continuar após do tempo das “aulas”. Por exemplo, um coach pode acompanhar o grupo, ou alguns membros do grupo durante um periódo de implementação. O coach pode facilitar líderes de grupo na implementação de transformação em cada grupo.

Um estudo nos EUA mostrou que em qualquer formação, somente 4% dos participantes implementam os novos conhecimentos dentro das suas rotinas. Com a ajuda de um instructional coach, este número aumentou para mais de 90%.

Qual é a solução para si? Pagar formação que não transforma? Ou garantir que haja retorno no seu investimento?


COACHING
grupos & individuos

NEIL MASON
neil@newmind.pt